domingo, 18 de junho de 2017

Vida às avessas ll (a chegada do avô)


Conforme o tempo ia passando aquela pobre menina fazia o impossível para se manter forte. Sentia muitas saudades da mãe e dos irmãos.

Todas as noites, antes de dormir, fazia sua oração pedindo a Deus que sua mãe viesse buscá-la. Tinha esperança de voltar a viver com a sua família.

Ali, naquela casa, Ariana não tinha com quem conversar. Desenvolveu o hábito de falar sozinha enquanto realizava suas tarefas.

Depois que aprendeu a cozinhar, seu serviço aumentou. Era ela quem cuidava de tudo. Era a primeira a acordar e a última a dormir. As palavras que proferia diariamente eram:

- Sim, senhora! - Sim, senhor!

Aos quatorze anos de idade, Ariana era responsável pela casa dos tios e ainda encontrava tempo para tricotar meias e cachecóis com restos de lã que a tia começou a lhe dar, depois que a viu, um dia, observando-a tricotar.

O primeiro Natal que passou longe da família foi muito triste para Ariana. Ela viu os tios e as primas saírem, bem vestidos, para irem à igreja. Naquela noite ela foi dormir cedo.

Na manhã seguinte viu a alegria das primas ao desembrulharem os presentes. Lindas bonecas.

- Ariana, o café está pronto? - perguntou a tia.

- Sim, senhora.

- O que você está esperando para arrumar a mesa? Não tem nada aqui pra você ficar olhando - falou uma das primas.

Ariana não respondeu a prima, abaixou a cabeça e foi para a cozinha. Ela não tinha folga e nem remuneração. Pagava a sua estadia com o trabalho. Vestia e calçava o que a tia lhe dava, aquilo que ela não queria mais. Roupas e calçados usados.  O que ela tinha de novo eram as meias e os cachecóis que fazia. pelo menos podia se agasalhar no inverno.

Ela gostaria de ter seu próprio dinheiro para comprar linhas e lãs para fazer outras coisas além de meias e cachecóis.

O tempo passava e a saudade aumentava. Queria perguntar ao tio se ele tinha notícias da sua mãe, porém não se atrevia a falar com ele. Desde que estava naquela casa, nunca havia recebido uma palavra ou gesto de carinho dele. O jeito era esperar. Tinha certeza de que assim que pudesse, sua mãe viria buscá-la.

Muitas vezes, quando perdia o sono, Ariana pensava no tio. Desde que chegara, nunca o ouviu falar sobre a mãe dele, sua avó ou sobre o avô que a trouxe para viver ali. Foi seu avô quem a levou, assim como levou seus irmãos para a casa de outros parentes.

Ao completar dezesseis anos, Ariana recebeu, certo dia, a visita do avô. Ela estava preparando o almoço quando ele apareceu.

- Menina, como você cresceu! Está uma bela moça. Sua mãe tem uma surpresa para você e seus irmãos.

Seu avô não reparou em suas vestimentas. Não viu que ela estava usando avental e um lenço na cabeça.

- Onde está sua tia? Sei que seu tio está trabalhando, já falei com ele.

- Ela deve estar na sala de costura, vovô, com as filhas. E a mamãe como está? Estou sentindo muita saudade dela e dos meus irmãos.

- Ela também sente saudades de vocês, mas espero que me entendam que não pudemos agir de outra maneira. Eu e sua avó não tínhamos condições de sustentar todos vocês.

- Eu entendo, vovô e sei que meus irmãos, também, entendem.

- Muitas vezes sua mãe quis visitar vocês para saber como estavam passando, porém a falta do dinheiro a impediu de viajar. Ela trabalhou todo esse tempo fazendo compotas e bolos para juntar algum trocado. Por isso estou aqui hoje, ela me deu o dinheiro para a sua passagem e a de seus irmãos. Eu não pago a passagem por causa da idade.

- O dinheiro não vai fazer falta para ela, vovô?

- Não vou falar mais nada, mocinha, senão vou estragar a surpresa da sua mãe. Vou falar com a sua tia. Depois do almoço nós vamos embora. Enquanto converso com ela, vá arrumar as suas coisas.

Ariana terminou o almoço, arrumou a mesa e foi para seu quartinho. Estava transbordando de alegria. Sentiu vontade de pular e cantar. Ela ia rever sua mãe e seus irmãos. Deus ouviu as suas preces.

Seu avô foi procurar pela nora. Chegando ao quarto de costura a viu ensinando as filhas um novo ponto de crochê.

- Como vão vocês, Iracema e minhas netas queridas?

- Estamos bem e o senhor? Que bons ventos o trazem sem nenhum aviso prévio? - a nora perguntou, levantando-se para cumprimentá-lo.

- Olá vovô, que saudades! - as gêmeas o abraçaram.

- Vim buscar a Ariana, já passei na fábrica e falei com o Jesuíno.

- E quem é que vai cuidar da comida e da casa? Não posso ficar sem ninguém, a casa é grande e preciso de ajuda.

- Coloque as meninas para te ajudar. A Ariana já ficou tempo demais longe da família. Pelo que pude ver, a pobre menina ficou no lugar da empregada. Ela até poderia ajudar, mas não assumir a responsabilidade da casa. Vou conversar com o Jesuíno, ele deveria ter tratado melhor a sobrinha.

- O que foi que essa mal agradecida foi falar para o senhor? Ela não tem nada do que reclamar, tem que dar graças a Deus pelo nosso acolhimento.

- Ela não precisou falar nada, eu vi com meus próprios olhos. Quando entrei na cozinha pensei que fosse encontrar a Clotilde.

- Pelo menos agora ela será mais útil, poderá ajudar a mãe. - Iracema proferiu a frase encaminhando-se à cozinha. As gêmeas e o avô a seguiram.

Sentaram-se à mesa e se serviram. Iracema não esperou pela sobrinha. A comida estava muito boa. 

Quando Ariana voltou para a cozinha sem o avental e o lenço na cabeça, a tia perguntou:

- Você não vai deixar a cozinha arrumada antes de ir embora?

- Venha almoçar menina, sente-se ao meu lado - disse o avô - sua tia e suas primas vão cuidar da cozinha hoje.

Iracema não se atreveu a responder o sogro. Sentiu vontade de respondê-lo, porém preferiu ficar calada. O jeito seria pedir ao marido, no final do dia, que chamasse a Clotilde de volta.

Cabisbaixa, Ariana se sentou ao lado do avô. Durante o tempo que permaneceu naquela casa foi a primeira vez que sentou à mesa com aquela família. 

Após o almoço silencioso, Ariana pediu licença e foi pegar suas coisas. Voltou com uma pequena trouxa. O avô a esperava na sala. Despediram-se e foram embora. Tinham uma pequena caminhada até a rodoviária.

Continua...

Acompanhe a história da Ariana acessando o link abaixo para ler a primeira parte deste conto:

http://contosdacabana.blogspot.com.br/…/vida-as-avessas.html


PS: Mais um desenho feito pelo meu sobrinho Marcos Wagner.

Sua visita me deixa muito feliz, obrigada!

Uma semana abençoada a você e sua família!!

Abraços,

Cidália





58 comentários:

  1. Que massa ! Eu vou ir ler a primeira parte do conto ! Adorei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, que bom, Analu!
      Muito obrigada pelo comentário, espero que goste da primeira parte!
      Beijos,
      Cidália.

      Excluir
  2. muito bom este conto ele é daqueles baseados na vida real pois conheço varias assim como Ariana e um conto triste e muito bom para se refletir adorei 😉

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Rosy, seu comentário me deixou muito feliz!! Que bom que você gostou do conto!

      Beijos,
      Cidália.

      Excluir
  3. Nossa que história
    coitada da Ariana
    indo lá conferir o restante da hístoria
    e isso acontece muito,as pessoas ve que pode explorar o sofrimento de outros ,não tem compaixão.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, espero que você goste da primeira parte, Dayane!!
      Obrigada pelo comentário e opinião, são importantes para mim.

      Beijos,
      Cidália.

      Excluir
  4. Pena nao ter lido a primeira parte, mas otimo conto. Reflete bem muitas pessoas nos dias de hoje. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tamara, o link da primeira parte está no final do post, se você quiser ler, tá?
      Muito obrigada pelo comentário e opinião, são importantes para mim!
      Beijos,
      Cidália.

      Excluir
  5. Nossa que história tô adorando e esperando com ansiedade a continuação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, que bom, Cleuza que você está gostando!!
      Obrigada pelo comentário, beijos!
      Cidália.

      Excluir
  6. Ainda existe muitas meninas que trabalham pra ganhar um prato de comida e algumas roupas usadas tomara que Ariana tenha sorte e consiga ser feliz estou ansiosa pra ver a continuação da história parabéns tô adorando , seu sobrinho é um grande artista !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Cleuza, sua opinião é muito importante para mim.
      Sim, meu sobrinho é um grande artista, obrigada!
      Aguarde mais um capítulo, em breve!
      Beijos,
      Cidália.

      Excluir
  7. oi!
    è muito triste saber que existem muitas historias assim....
    Vou aguardar a continuação.
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joana!
      Concordo com você!!
      Muito obrigada pelo comentário!
      Aguarde... beijos!

      Excluir
  8. Adoreiiii, fiquei curiosa para saber mais e vou lá conferir
    Bjs
    www.guriaantenada.online

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, que bom, espero que goste dos demais capítulos!
      Muito obrigada pelo comentário!!
      Beijos!

      Excluir
  9. Ariana é uma menina encantadora, apesar de sofrer um pouco ela é uma ótima menina, mas infelizmente tem muitas casos como da Ariana por aí acontecendo, bastante curiosa pela continuação da história, Cidália bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Lucimar! Infelizmente!! Oba, que bom, aguarde!
      Muito obrigada pelo comentário e carinho!!
      Beijos!

      Excluir
  10. Nossa que história bacana, gostei demais de verdade, consegui ler sem "peso". Escrita agradável, leve e fácil de entender, com certeza estarei esperando pela continuação. Quando será que sai ?? Vou salvar o link aqui no meu pc. rs Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dandara!
      Fiquei muito feliz com seu comentário e elogios!! Eu posto aos domingos a tarde, aguarde!
      Muito obrigada, beijos!!

      Excluir
  11. Infelizmente, essa é a realidade de muitas meninas. Tomara que ela consiga superar isso, quero ver o restante da história. Beijosss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Melissa!
      Pois é, infelizmente!! Oba, aguarde!
      Muito obrigada pelo comentário, beijos!!

      Excluir
  12. Adorei o conto... Fiquei curioso e li o inicio... Quero mais... Parabéns e continue prendendo o leitor assim que vais longe... Sucesso!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Daniel!
      Seu comentário me deixou muito feliz!! Que bom que você gostou!
      Muito obrigada, abraço!!

      Excluir
  13. Oi, Cidália, não conhecia esse seu conto. Gostei muito do que li. Só preciso ler a primeira parte p/ entender melhor da história e certamente lerei. Seus textos são claros, nada rebuscados.

    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rob!
      Que bom que você gostou do que leu!!
      Muito obrigada pelo comentário, abraço!

      Excluir
  14. olá!
    Adorei esta parte da história, está muito bem escrita! Vou acessar o link e acompanhá-la! Parabéns!
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cíntia!
      Oba, fico imensamente feliz, sabendo que você gostou da história!!
      Muito obrigada pelo apoio!
      Abraços!!

      Excluir
  15. Triste e cheia de lutas a vida dessa menina, você é uma ótima escritora bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Cibele, a Ariana é uma lutadora!
      Muito obrigada pelo comentário e elogio!!
      Beijos!

      Excluir
  16. Adorei seu conto, ele retrata a vida de muitas meninas por aí a fora, por isso foi ainda mais emocionante. Parabéns! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, saber que você gostou do conto me deixou muito contente, obrigada!!
      Beijos!

      Excluir
  17. Nossa que triste esse conto porém muito interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Dekinha, pelo comentário!!

      Beijos!

      Excluir
  18. Amo seus contos e ainda não tinha visto esse, vou dar uma olhada na primeira parte.
    Mesmo não tendo lido a primeira parte já amei o conto, e vou ler novamente junto com a primeira parte.
    Parabéns seu sobrinho desenha muito bem.
    Bjinhos,
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fernanda!
      Oba, que bom que você gostou e que vai ler novamente junto com a primeira parte!!
      Muito obrigada pelo comentário e carinho! Sim, meu sobrinho desenha muito bem, obrigada!
      Beijinhos!

      Excluir
  19. Nossa! Fiquei com lágrimas nos olhos ao ler a história... Infelizmente sabemos que ainda existe situações assim... Desde os tempos da Cinderela, com a diferença que essas meninas nem sempre tem a mesma sorte! Excelente texto! Parabéns. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mayara!
      Sim, quem dera todas tivessem a sorte da Cinderela, não é mesmo? Infelizmente, a realidade, muitas vezes é outra bem diferente.
      Muito obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  20. Oi tudo bem?
    Que dó da Ariana! Fiquei comovida com a história dela, espero que ao longo dos capítulos coisas boas apareçam em seu caminho! Parabéns, adorei!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sophia, tudo bem!
      Muito obrigada pelo comentário, que bom que gostou da história da Ariana!!
      Aguarde o que vem por aí!
      Beijos!

      Excluir
  21. Olá Cidália, tudo bem?
    Menina, quero a continuação pra ontem...hahaha. Que surpresa é essa heim? Fiquei curiosa. Esse é o seu primeiro conto que leio, e amei, quero conhecer mais a história da Ariana.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Esther, tudo bem!
      Olha só que boa notícia, fiquei muito contente ao saber que é o primeiro conto que leu e gostou!!
      Já postei a terceira parte!
      Obrigada pelo comentário, beijos!!

      Excluir
  22. O conto traz muito do que encontramos como exemplos que passam em nossa vida, e essa semelhança foi o que me chamou a atenção à respeito da Ariana.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tammy!
      Muito obrigada pelo comentário e opinião!!
      Beijos!

      Excluir
  23. Que conto incrível! Já estou ansiosa para a continuação, pois sou dessas ansiosas ahhahaha
    Gostei muito da ilustração da história ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Karina!
      Oba, estou contente sabendo que você gostou do conto e da ilustração!!
      Obrigada, beijos!

      Excluir
  24. Olá, tudo bem? O conto está muito bom e escrito maravilhosamente bem. Sem falar que reflete muitas pessoas nos dias atuais. Parabéns e continue escrevendo!

    Beijos,
    www.paginasincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Júlia Raquel, tudo bem!
      Muito obrigada pelo comentário motivador!! Seus elogios me deixaram lisonjeada.

      Beijos!

      Excluir
  25. Que massa ! Eu vou ir ler a primeira parte do conto ! Adorei²
    xoxox

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, que boa notícia, Camyli!
      Obrigada pelo comentário!!

      Beijos!

      Excluir
  26. Olaa tudo bom?! Caramba que historia mais legal?!Eu adorei haha e nossa como ela cativa o leitor e o desenho esta muito fofo Adorei!!!

    -Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sthefany, tudo bem!
      Que bom!! Fiquei feliz sabendo que você gostou da história e do desenho!

      Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  27. Vamos continuar acompanhando a Ariana kkkk
    Beijosss
    www.anamarchiblog.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, que bom, Ana!!
      Obrigada pelo comentário e apoio!

      Beijos!

      Excluir
  28. O conto está ótimo, com certeza estarei esperando pela continuação. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, que bom que você está gostando, Bruna!
      Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  29. Oi, Cidália. Tudo bem?
    Já estou concentrado na história. Gente, como pode essa tia da Ariana. Triste saber que uma pessoa próxima que deveria ajudar acaba tratando a sobrinha como uma escrava. Fiquei feliz com o retorno do avô. Espero que seja o início de uma vida melhor para Ariana depois de muito tempo longe da família. Estou amando a história. Mas uma história incrível.
    Obs: não falei no capítulo passado, mas gostaria de elogiar os desenhos do seu sobrinho. Sempre incrível, ele tem talento.

    Abraço!

    meuniversolb.wixsite.com/meuniverso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leandro, tudo bem!
      Que ótima notícia!! Pois é, nem fale, essa tia é uma carrasca! Ariana merece uma vida melhor com a mãe e os irmãos. Seu comentário me deixa muito contente como sempre, obrigada!!
      Meu sobrinho agradece o elogio!

      Abraço!

      Excluir