domingo, 25 de junho de 2017

Vida às avessas lll (o retorno)



Durante o percurso até a rodoviária, a menina que teve a voz presa na garganta por muito tempo, disparou a falar com o avô:

- Vovô, estou feliz que tenha vindo me buscar. Eu estava pensando que ficaria naquela casa até completar a maioridade. Se isso acontecesse eu fugiria quando aparecesse uma oportunidade. Já estava pensando nisso. 

- Não fale besteira, menina. Nem comente isso com a sua mãe, ela estava desesperada para reaver vocês. Não se conformava por ter que ficar longe dos filhos, coitada.

- Se eu fugisse daquela casa, vovô, seria para ver a mamãe e meus irmãos. Como eles estão?

- Primeiro vim buscar você, Ariana, porque era a única de quem não tínhamos notícias. Seus irmãos estão próximos um do outro, morando na mesma cidade. Serão levados para casa amanhã.

- Por que só eu vim morar tão longe, vovô?

- Porque seu tio Jesuíno é o único que mora bem afastado da família. Estaremos em casa na hora da janta, se o ônibus não atrasar.

- O senhor deve estar cansado de vir e voltar no mesmo dia.

- Um pouco, mas vou descansar no ônibus. Na vinda, dormi durante toda a viagem. 

- Nem acredito que vou ver a mamãe, a vovó e meus irmãos.

- Será que você não vai sentir saudade da sua tia, minha menina?

- Que tia, vovô? Aquela mulher nunca me tratou como uma pessoa da família.

- Pensei em esperar seu tio chegar do serviço para ter uma conversa séria com ele. Na ida, passei na fábrica, mas só contei a ele que ia te levar embora. Ele estava trabalhando e eu estava com pressa. Mas, pretendo voltar outro dia, para lhe dar um puxão de orelha.

- Sabe de uma coisa, vovô? Não quero mais pensar naquelas pessoas. Se um dia eu encontrá-las, por acaso, apenas as cumprimentarei como cumprimentaria qualquer pessoa. Não pelo fato de me obrigarem a fazer o trabalho da casa, mas por me ignorarem.

A conversa entre os dois continuou mesmo depois que entraram no ônibus. Ariana passou tanto tempo falando consigo mesma que estava amando o fato do avô estar ali ouvindo-a e conversando com ela.

Quando percebia que ele estava cochilando iniciava outra conversa. Estava tão empolgada por estar voltando para sua família que não conseguia se conter. Como estavam seus irmãos? 

José Carlos era dois anos mais novo que ela e Elizandra, a caçula, estava com doze anos. Como sentia falta das brincadeiras no quintal e dos banhos no rio! Sua brincadeira predileta era jogar bola com o irmão. 

Será que durante esse tempo que seus irmãos passaram na casa dos tios foram bem tratados? Ela não via a hora de saber como tinham sobrevivido durante esse tempo sem a mãe. A caçula era muito apegada a ela. 

Numa das paradas do ônibus, Ariana olhou para o avô e viu que ele estava apreciando a paisagem. 

- Vovô, você está me ouvindo? 

- Sim, minha neta. Pode continuar falando. Não tenho todas as respostas, mas amanhã quando seus irmãos chegarem, saberemos.

- Estou muito curiosa para saber o que a mamãe tem para nos contar. Deve ser coisa boa se ela mandou nos buscar.

- Prometi a ela que não ia te contar nada. Tenha paciência, menina!

- Desculpe, meu avô, não vou perturbar mais o senhor. Sou grata por ter me tirado daquela casa.

Ao chegarem no ponto final da viagem, o avô pegou a neta pelo braço e caminharam, em silêncio, até chegarem em casa. Estava uma noite clara, noite de lua cheia. Nem sentiram os três quarteirões que andaram. 

Mil pensamentos povoavam a mente da Ariana. Três anos se passaram desde que vira a mãe pela última vez. Três anos de reclusão para ela. Três anos sem ter com quem conversar. Três anos de solidão, de sofrimento. Três anos que esperava esquecer, apagá-los da memória.

Assim que chegaram, Ariana olhou para a casa dos avós e suspirou! Sentiu uma paz tão grande que pensou que fosse morrer ali, naquele momento.

Depois de viver longe da sua família, das pessoas que amava, por três terríveis anos, Ariana precisava compensar o tempo perdido.

Ela perdera parte da infância e adolescência. Ficara atrasada na escola. Tornara-se uma ótima dona de casa, aprendera a cozinhar e a tricotar. Poderia ajudar a mãe a refazer a vida.

Nesse período em que ficou longe da família, Ariana percebeu que era uma moça forte, pois conseguiu suportar as humilhações que lhe foram impostas.

Durante esse tempo ela chorou, apenas, uma única vez.

Qual a surpresa que a vida tinha lhe reservado? Será que a mãe arrumara um marido?

Continua!

PS: Desenho feito pelo meu sobrinho Marcos Wagner.

Sua visita é muito bem vinda, obrigada!

Volte sempre que estiver com vontade de ler.
Você encontrará aqui no blog vários textos reflexivos e contos baseados em histórias reais.


Uma semana abençoada!!

Cidália.


Seguem os links do capítulos anteriores:











72 comentários:

  1. eu to amando sua história afinal Ariana se parece muito com todas nós que em algum momento nos sentimos mal,sozinhas ,ta demais e não deixou o texto cansativo ,to amando ansiosa pra ver o próximo capitulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, seu comentário me deixou muito contente, Dayane, obrigada!!
      Amanhã postarei mais uma parte, aguarde!!
      Beijos!

      Excluir
  2. Vou ler os capitulos anteriores que ainda não li ! Adorei a ilustração do seu sobrinho, ficou muito fofa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Analu, estou feliz com seu comentário e meu sobrinho, também!!
      Beijos!

      Excluir
  3. Menina que história fascinante, é sempre bom termos algo junto da gente quando não estamos muito bem ou até mesmo nos sentindo sozinhas, adorei o texto e estou ansiosa para o próximo capítulo.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, Morgs, da história!!
      Muito obrigada pelo comentário, beijinhos!

      Excluir
  4. Oi!!
    Estou adorando acompanhar esta história. Você escreve muito bem, e parabéns ao seu sobrinho 😀 o desenho esta maravilhoso.
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joana, fico muito contente sabendo que você está gostando da história!!
      Meu sobrinho agradece e eu também!
      Beijo!

      Excluir
  5. Estou amando essa história. muito bem escrita já ansiosa pra ver o próximo capítulo desenho belíssimo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, fico muito feliz, Cleuza com seu comentário!!
      Amanhã, mais um capítulo, aguarde!
      Beijos!

      Excluir
  6. Seu sobrinho mandou muito bem na ilustração.
    Quanto a Ariana espero que corra tudo bem, porque né!? A garota já sofreu bastante.

    Beijinhos,
    Aline Magalhães
    Alineland

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu sobrinho agradece, Aline e eu também!!
      Verdade, ela merece ser feliz.
      Beijinhos!

      Excluir
  7. Dá-lhe Ariana. Já torço por ela. E parabéns pelo trabalho do seu sobrinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Melissa! Meu sobrinho também agradece!!
      Beijos!

      Excluir
  8. Olá!
    Estou adorando a história, acho que situações como a da Ariana, nos deixam muito fortes. Ansiosa pela continuação!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cíntia!
      Oba, fico imensamente feliz sabendo que você está acompanhando a história!!
      Obrigada, abraços!

      Excluir
  9. Realmente sua história é muito legal de ler e prende a gente para querer saber mais e mais

    Bjs (•_•)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, que bom, Minda!!
      Muito obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  10. Hey!

    ESTOU GOSTANDO MUITO DA HISTÓRIA, FIQUEI SUPER CURIOSA PARA SABER O QUE ACONTECE!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, Amanda, que boa notícia!!
      Amanhã postarei mais uma parte!
      Obrigada, beijos!

      Excluir
  11. Amei demais a história, prende a atenção e está tão bem escrita que me deixou curiosa para saber o que vai acontecer <3

    www.aromadecachos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário me deixou muito contente, Mari! Amanhã postarei mais uma parte, aguarde!!
      Obrigada pelo elogio, beijos!

      Excluir
  12. Eu fiquei louca para saber o que a Ariana vai encontrar em casa.
    Estou ansiosa pelo resto da historia, por favor Cidália escreve logo a parte 4.
    Estou aqui imaginando mil coisas para essa historia, mas amo o que você escreve e quero saber o que você esta preparando para a Ariana.
    Bjinhos,
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fernanda!
      Publiquei hoje a quarta parte, mas só na semana que vem a mãe revelará a surpresa aos filhos. Aguarde!
      Obrigada pelo comentário e carinho!
      Beijos!!

      Excluir
  13. Nossa, seu sobrinho é um verdadeiro artista!! Lindo o desenho.. estimulem ele! <3 A historia está otima, vc escreve muito bem. Parabéns! beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tamara!
      Meu sobrinho agradece o elogio e eu também!!
      Valeu, beijos!

      Excluir
  14. Acabei de conhecer a história, vi que tinha anteriores e fui ler, estou amando, e você escreve super bem, a leitura flui facilmente. Eu amo contos, sou apaixona, então já estou amando seu blog.A ilustração está incrível, ele é um artista <3
    Seguindo aqui e esperando por próximo capítulos.

    Beijinhos

    http://birdsalsocry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rafaela!
      Você não imagina como seu comentário me deixou feliz!! Estou lisonjeada! Meu sobrinho também agradece!!
      Obrigada, beijos!

      Excluir
  15. Espero que agora a Ariane possa ter uma vida mais feliz, afinal ela já sofreu o bastante. O desenho do seu sobrinho ficou muito bonito.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rose!
      Ela merece um pouco de felicidade, não é mesmo? Meu sobrinho agradece e eu também, estou feliz que tenha gostado!
      Obrigada, beijos!

      Excluir
  16. Continuação da história...legal os dialógos
    Gostei, muito legal.
    Blog ArroJada Mix

    ResponderExcluir
  17. estou amando acompanhar tudo viu gostei demais desses contos estão ótimos não vejo a hora de ver a continuação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótima notícia, Sadhia! Já publiquei a parte 4, espero que goste!!

      Obrigada, beijos!

      Excluir
  18. Adorando essa história, vamos ver as reviravoltas que a vida dá nesse conto! adorei a ilustração! bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou contente por estar gostando da história e das ilustrações, Cibele!!
      Obrigada, beijos!

      Excluir
  19. Oie amore,

    Que delícia de escrita, adorei.
    Curiosa pela surpresa que a vida reserva pra ela...conta mais!

    Beijokas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Grazi!
      Oba, fico muito feliz!!
      Publiquei a parte 4, confira quando puder!!!

      Obrigada, beijokas!

      Excluir
  20. Ola
    Adorei o texto e a ilustração ficou ótima, parabéns para você e para o seu sobrinho também.. fiquei bem curiosa para conferir mais dessa história e com certeza estarei aguardando por mais na continuação.. envolvimento é o que não falta!!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, F!
      Eu e meu sobrinho agradecemos!! Oba, que legal! A parte 4 já está no blog, confira quando puder...
      Muito obrigada, beijos!

      Excluir
  21. Arrasando na história, queria muito que virasse um livro físico! E tudo com ilustrações de seu sobrinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vany!
      Quem sabe um dia o sonho vire realidade!! Já pensei em fazer uma parceria com meu sobrinho, mas por enquanto é apenas um projeto.
      Muito obrigada, beijos!

      Excluir
  22. Que história adorável, e as ilustrações são fantásticas! Muitos Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Liliana!
      Eu e meu sobrinho agradecemos!!
      Beijos!

      Excluir
  23. Muitas emoções para os próximos capítulos, parabéns para o seu sobrinho Marcos Wagner pelo desenho ficou maravilhoso, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lucimar, seu comentário me deixou muito feliz!! Meu sobrinho agradece e eu também!

      Beijos!

      Excluir
  24. Oie!
    Como assim continua? Preciso ler a continuação rsrs
    Ainda não conhecia a história, mas fiquei empolgada com a trama. Uma ótima história, não vejo a hora de ler a continuação.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carla!
      Estou muito feliz sabendo que você gostou da trama!! A parte 4 já está no blog, publiquei ontem a tarde.
      Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  25. Uau! Quando virá a próxima parte. A história envolve, prende. Quero muito saber o que vai acontecer!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teofilo!
      Que bom que gostou da minha história!! A parte 4 foi publicada ontem a tarde.

      Obrigada, abraço!

      Excluir
  26. Não li as duas primeiras partes então fiquei bem confusa com o andamento da história. Vou procurar ler e tentar entender melhor o enredo.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ivi!
      Espero que goste do que vai ler!!
      Obrigada, beijos!

      Excluir
  27. Ah Cidália, você e suas histórias que nos prendem,sempre gostei muito do seu estilo de escrita,simples,mas que conquista!
    E a ilustração ficou linda,parabéns para o seu sobrinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nay!
      Seu comentário me deixou feliz e motivada, muito obrigada!!
      Meu sobrinho agradece!
      Beijos!

      Excluir
  28. Oi Cidália!

    Tudo bem? Então, eu fiquei meio perdida com o andamento da sua história porque ainda não li os outros capítulos, mas assim que tiver um tempinho vou voltar aqui para acompanhar direitinho já que gostei muito da sua escrita.

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jessie, tudo bem!
      Entendi!! Mas, que bom que gostou da minha escrita!
      Obrigada pelo comentário, beijinhos!

      Excluir
  29. Olá! Fiquei meio perdida na história, mais pude perceber, que é uma linda história, que valoriza os laços, familiares. Que valoriza os avós. Quero ler o inicio da história, e o que está por vim também. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Que bom, espero que continue gostando. A protagonista passou por maus pedaços depois que perdeu o pai.
      Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  30. Olá,

    Queria eu ter o talento que seu sobrinho tem para ilustrar hahaha. Como não li os contos anteriores, demorou para que eu me situasse na história. O final teve um gancho muito bom para o próximo livro.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Thayenne!
      Meu sobrinho agradece!! Entendi!
      Obrigada pelo comentário!

      Beijos!!

      Excluir
  31. Oi, tudo bem? Comecei a ler e não tava entendendo nada, até que percebi que era uma continuação. Fui ler as anteriores e voltei nessa. Menina, que delícia de texto. Achei cativante e emocionante, você usa as palavras de maneira simples e delicada, o que deixa o texto fluido e bem agradável de ser lido. Curiosa pela continuação. Ah, e parabéns pelo sobrinho artista.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nelmaliana, tudo bem!
      Que alegria você me proporcionou com seu comentário!! No domingo publicarei mais uma parte. Eu e meu sobrinho agradecemos os elogios!
      Beijos,
      Cidália.

      Excluir
  32. Olá Cidália,
    Gosto muito das histórias que você posta, mas, infelizmente, não acredito nessa ideia de chorar uma ultima vez, sabe? Acho que não temos como determinar isso. O desenho do seu sobrinho está incrível e espero ler a continuação.
    beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna!
      Obrigada pelo comentário e opinião, gostei muito!! Meu sobrinho agradece o elogio! Domingo postarei mais uma parte, aguarde...
      Beijos!

      Excluir
  33. Olá!
    Adorei poder conferir essa continuação da história! Acho que a personagem vai acabar engolindo essas palavras de chorar pela última vez, porque isso é praticamente impossível. Adorei a ilustração do seu sobrinho!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carolina!
      Fico feliz que tenha gostado!! Obrigada pelo comentário e opinião! Meu sobrinho também agradece!!

      Beijos!

      Excluir
  34. Peguei o bonde andando, mas consegui entender um pouco. Gostei do gancho do final. Me fez ficar curiosa com a próxima parte. Mas vou conferir os primeiros textos primeiro.
    Adorei a ilustração, de verdade.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tammy!
      Oba, que bom!! Espero que goste dos outros capítulos! No domingo publicarei mais uma parte, aguarde. Eu e meu sobrinho agradecemos!!

      Beijos!

      Excluir
  35. Oi Cidália, como está?
    A tua escrita é fluida e bem executada. Estou com a certeza de que tem tudo para ser uma história ainda melhor do que eu li nesse post. Continue escrevendo bem assim e saiba que aguardo ansiosamente a continuação.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Renata, tudo bem!
      Seu comentário me deixou muito feliz e motivada!! Oba, no domingo postarei mais uma parte, aguarde!
      Muito obrigada, abraços e beijos!!

      Excluir
  36. Olá!
    Gostei da sua escrita, você conseguiu descrever bem os sentimentos da protagonista.
    Estou ansiosa para saber o que sua mãe tem a lhe dizer.
    Aguardo a continuação.
    Abs ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Francine!
      Oba, que bom que você gostou da minha escrita!! Tem novos capítulos no blog!
      Obrigada, beijos!

      Excluir